8 de novembro de 2006

Manha lunar


Faz-se noite entristecida
Pós ocaso cintilante
E lá no céu eu a encontro
Acanhada entre pontos
Brilhantes
E ela fica minguante.

Passam as noites
Ela exibe um renovar
Cresce e fica cheia
Esplendorosa
Mas revela-se manhosa
Recomeçando com o seu
Minguar.


- Navi Leinad -

20 comentários:

João Áquila Lima dos Santos disse...

Legal, legal.
grato por visitar meu blog

Luana Caldas disse...

Fico a esperar para vê esse luar...
Linda foto

Navi Leinad disse...

João Áquila,
voltarei outras vezes.

-----------------------------------

Luana,
a lua inspira...

Juvencio de Arruda disse...

Um blog lotado de sensibilidade,singeleza, sinceridade.Tudo isso com muita elegancia,Ivan.
É uma honta ter afinidade com este blog.Nem mereço.
Grande abraço.

Navi Leinad disse...

Honrado estou eu com tua visita e comentário, Juvêncio.
Teu blog é leitura obrigatória diária pra mim.
Forte abraço!

marisanblog disse...

Um luar...Que coisa mais linda, natural, singela, delicada, romântica, enfim...

Linda!!

Mari

Paola Vannucci disse...

A LUA TEM SEU PODERES

ADOREI O POEMA

Márcia Corrêa disse...

E quando a noite vai e ela fica, clarinha na manhã azul transparente? É a lua amanhecida, após uma noitada de poesia errante.

Navi Leinad disse...

Mari,
sempre sincera, assim como a lua.
Abraço.

-----------------------------------

Paola,
a lua é magnetizante!

-----------------------------------

Márcia,
às margens do nosso Amazonas então?
:-)

Direito & Esquerdo disse...

Caro Ivan,

A foto é sua?
Um amplexo
Bruno

Navi Leinad disse...

Companheiro Bruno,
sou eu... atende esse telefone!
hehehehe...
A foto é de minha autoria sim.
Abraço!

Menina do Rio disse...

Oi Vim agradecer tua visita e teu cometário. Linda visão dessa manhã lunar!

Tem um bom começo de semana!

beijo

Eliete disse...

Ivan, que sensibilidade!

Navi Leinad disse...

Menina do Rio,
a lua é bela em todas as suas fases, e eu adoro admirar suas transições... é bela até durante o dia!
;-)

-----------------------------------

Eliete,
seja bem-vinda às minhas revelações! Obrigado pela visita.

andre wernner disse...

Navi,
Belo poema a enaltecer a lua!
Lua que enfeita o céu
E encanta o ser...
Você achou as palavras certas,
E a ternura que a faz
Ainda mais bela...
O romantismo não pode morrer
Para que o singelo continue a viver...
Abs

Navi Leinad disse...

Andre,
o que seria de nós sem o singelo, não é mesmo?
obrigado pela visita.
abraço!

andre wernner disse...

Navi,
Acabei de postar uma homenagem ao seu blog lá no meu.
Espere que goste.
É uma homenagem também ao amor e a poesia...
Abs

Navi Leinad disse...

Fico muito honrado com a homenagem, André... e feliz por saber que o que eu humildemente faço aqui no blog agrada a pessoas como tu, com grande sensibilidade, capacidade informativa e cultura.
Agradeço de coração.
Grande abraço.

andre wernner disse...

Caro Navi,
Quando colocamos o sentimento como valor principal, nos tornamos melhores hoje, do que fomos ontem, investindo num amanhã de felicidade, ou de partículas dela.
Por isso, quando leio seu blog reavivo a inspiração que em meu coração vibra e precisa de alimento...
E o seu espaço é alimento qualificado para todas as almas!
Luz eterna.

Navi Leinad disse...

André,
mais uma vez, obrigado!