2 de novembro de 2006

Enfrentando a razão


Quão admirável é a virtude da coragem, essa força moral que nos permite evoluir!

Recebemos nossas missões conscientes de realizá-las por impulsos do inconsciente, não conhecendo os desfechos nem o tempo necessário, mas sempre sabemos que um dia voltaremos.

Afortunados aqueles despidos da carne, os que partiram antes e retornaram à plenitude da eterna morada, pois morrer é transcender, o corpo perece mas a alma permanece.

Aos que partiram antes de nós, meu respeito e admiração por estarem enfrentando, mais uma vez, a razão.


- Navi Leinad -

17 comentários:

Denille disse...

Lindo demais meu amor! Me emociono cada vez que leio um rexto seu. Te amo pra sempre meu poeta!

Paola Vannucci disse...

CORAGEM!!!!!

Palavra que bate em meuspensamentos nos ultimos dias
E vejo vc com coragem de poetisar coragem com razão.......

lindo poemaaaaaaaa
Parabéns

Navi Leinad disse...

Meu amor,
eu também te amo pra sempre!

-----------------------------------

Paola,
viver é ter coragem de assumir riscos.
tenha sempre coragem!
abraço.

marisanblog disse...

Ivan,

Lindo o poema. Quanta pertinência.

Abraços

Mari

Luana Caldas disse...

Lindo´poema, cheio de sentimentos.

Navi Leinad disse...

Mari,
Luana,

uma singela homenagem aos que do outro plano certamente olham por nós.

citadinokane disse...

Ivan,
Não dá pra disputar com a Denille, rsrsrs... Todos nós gostamos de ti e da tua poesia.
Lição nº1: Ler as obras de Allan Kardec.
Lição nº2: Leitura dos livros psicografados por Chico Xavier, começando pelo "Nosso Lar"(espírito André Luiz).
Lição nº3: Beber só sucos e leite...
Lição nº4: Procurar a felicidade insistentemente.
Abraços,
Pedro

Regida por Vênus disse...

Engraçado, acabo de chegar do centro onde discutimos sobre "deixai que os mortos entereem os seus mortos" e vejo o seu poema aqui...coincidências???
Parabéns pelo Blog e valeu a visita! :)
Sugiro: www.visaoespirita.blogspot.com

Navi Leinad disse...

Pedro,
é um bom começo essas lições :-)
[]s

-----------------------------------

Regida por Vênus,
essas 'coincidências' são providenciais em nossas jornadas.
obrigado pelo retorno e pela indicação.

João Áquila Lima dos Santos disse...

Bom!

Navi Leinad disse...

João Áquila,
obrigado!

Rafael Chaves disse...

meu amigo de tempos imemoriais... depois de ler o que escreveu, lembrei de 2 outros poetas, Humberto Gessinger e seu "não basta ter coragem" e de Renato Russo e sua "não me entrego sem lutar"... a coragem é fruto do coração, porém que "o coração sempre arrasa a razão"!!!Razão casada coragem é fruto da prudência e prudência é filha da sabedoria!!!

Navi Leinad disse...

Salve Rafael, é uma satisfação ler teus comentários sobre o que eu humildemente escrevo.
Obrigado pela visita. Precisamos bater um papo qualquer dia desses, meu amigo.
Forte abraço!

p.s.: ontem, tentando me desfazer de algumas coisas antigas, encontrei sem querer aquela ilustração de Acrilic on Canvas de 12 anos atrás, e é claro que guardei... vou te mandar uma prova por e-mail :-)

Eliete disse...

Estava visitando o blogger da Mari e li uma referência que fizeste sobre Renato Russo. Resolvi também visitar o seu. Nossa! Suas postagens são lindas.
Abraços!

Navi Leinad disse...

Eliete,
sou fã do Renato Russo e da Legião Urbana... suas letras ecoam pela minha memória sempre.
Obrigado pela visita e comentários.
Volte sempre!
Abraço.

Eurídice disse...

Ah, esse texto me fez sentir ainda mais saudade de alguém que perdi há cinco anos. É incrível como sempre reconheço sua fisionomia em outras pessoas, chego a levar cada susto! Que saudade daquele cafezinho diário e do nosso papo cabeça todas as manhãs. E das nossas brigas, eu ficava até três dias sem conversar com ele quando me dizia certas verdades que eu nem sempre estava preparada para ouvir! Como era gostoso tirar sarro da maneira como ele manobrava o carro, com metade do corpo pra fora... Era imperdível, eu ficava observando da janela do 6º andar, todos os dias, no mesmo horário e ele descia do elevador irritado por causa das minhas gargalhadas...
Jamais vou esquecer esse anjo que me ajudou no momento mais difícil da minha vida, sem pedir nada em troca.
Vou te amar pra sempre...

Navi Leinad disse...

Eurídice,
saudade de coisas boas com pessoas importantes que já nos deixaram cria uma ligação verdadeira entre duas essências separadas, uma ligação vibratória muito sensível e proveitosa.
Fico feliz por conseguir provocar com meu texto essas boas sensações.