27 de julho de 2009

Caro amigo

Grande emoção no meu peito apertou
Foi triste a notícia que subitamente chegou
Não havia dúvidas, e uma lágrima transbordou...
Caríssimo amigo nos deixou.

Mergulhei em lembranças e pensamentos
Procurei envolvê-lo em bons sentimentos
Roguei por um desencarne sem mais sofrimento.

Sempre tive muitas palavras para lhe ofertar
mas se hoje buscasse minha alma revelar
nenhuma palavra conseguiria expressar
o que meu silêncio consegue falar.

Segue em paz, caro amigo...
Quando puder, mande notícias
Do infinito azul, seu novo abrigo.

- Navi Leinad -

(Para Juvêncio de Arruda)

Foto: Cris Moreno
Juvêncio (segundo da direita para a esquerda), confraternizando com blogueiros (Carol Jinkings, Mari, Pedro, Lu, Carol, eu, Juca e Walter) após palestrar em evento sobre blogs em 2007, no Café Literário da Livraria Jinkings, em Belém-PA.

14 comentários:

Anônimo disse...

Olá Daniel como vai!
Deve ter sido muito proveitoso este encontro de blogueiros ai em Belém! Um grande abraço.
Celso.

Harold disse...

Não conheci Juvêncio de Arruda. Porém se ele recebeu homenagem neste blog, é porque deve ter sido um cara genial.
Que ele seja recebido com honras na Curuzu celeste e que haja consolo para sua família e amigos.
Na paz de santo obina!!!

Mari disse...

Ivan,

Eu não tive palavras para postar em meu blog uma homenagem ao Juca. Somente agora levei a sua mensagem para o meu Pedra de Alquimia. Esperava de você as palavras que pudessem descrever o Juvêncio... e o fiz no momento certo.

Bj enorme pra você e sua família, estamos saudosos de você aqui no Pará!

Alcilene Cavalcante disse...

Essa ida do Juca foi muito triste mesmo. Nada como um poema para acarinhar o coraçao.

Ivan Daniel disse...

Celso,
foi sim, amigo.
Abraço.

-----------------------------------

Harold,
com certeza era genial.
Obrigado pelo comentário.
Abraço.

-----------------------------------

Mari,
imagino tua dificuldade... tabém fiquei sem palavras.
Abraços nossos.

-----------------------------------

Alcilene,
é verdade.
Obrigado pelo comentário.
Abraço.

Paola Vannucci disse...

Nobre poema Ivan,

aliás seu blog está divino

Paola

castro disse...

Fala Navi!!!Ainda vou participar de um encontro de blogueiros!!!Aguardem!!!Abração.

Mari disse...

Que Deus continue iluminando o pai maravilhoso que você é Ivan!

Abraços saudados para vocês!

Ivan Daniel disse...

Paola,
obrigado.

----------------------------------

Castro,
eu ainda não participei de nenhum em Macapá... no próximo a gente vai, beleza?
Abraço.

----------------------------------

Mari,
muito obrigado!
Abraços.

Camila Karina disse...

Muito bonito e profundo!

Como diz Nelson Rodrigues : "Um amigo é um momento de eternidade"

Matheus Benassuly disse...

Bonito poema, a altura do que representou Juvêncio Arruda. Apesar de não termos sido apresentados pessoalmente (apenas virtualmente), escrevi tb sobre ele, lá no Contra o Tempo, meu blog.
Juva estará pairando pela blogosfera eternamene.

Abraço e parabéns pelo blog!

Ivan Daniel disse...

Camila,
obrigado... e desculpa a demora.

-------------------------------------

Matheus,
o Juvêncio era uma ótima pessoa... uma pena não o teres conhecido.
Abraço, e obrigado pela visita.

cris moreno disse...

Olá. o crédito da imagem é meu, cris moreno. Promovi este evento, aliás, o primeiro encontro de blogueiros em Belém, quando era professora da FAZ(Faculdade de Tecnologia da Amazônia). Saudades do Juca - inesquecível. Obrigada e beijos.

Ivan Daniel Amanajás disse...

Cris,
Perdão pela ausência do crédito estes anos todos. Acabei de incluir.
Fico feliz de ter feito parte desse momento histórico da blogosfera paraense. Foi um dia inesquecível, assim como nosso amigo Juca.
Abraço.